Eu amo!

Rio de Janeiro, minha cidade. Bahia, mora no coração. música popular brasileira. festa de casamento. brigadeiro de colher. escrever. ler. revistas de fofoca. África. cultura afro-brasileira. natureza. ganhar flores. florestas. elefantes. animais. avião. viajar. conhecer. descobrir. encontrar. ser. transformar. brincar. honestidade. verdade. humildade. gratidão. família. domingo com Faustão. novela das oito. amigos. dar presente. amor. paz. saúde. carinho. beijos e abraços. madrugada. céu negro. céu azul. chuva. tempo nublado. tarde embaixo do edredom. tempo frio. filme com pipoca. comédias românticas. coca-cola gelada. liberdade. praia. mar. areia. suco de melancia. doce com salgado. cheiro. ver. rir muito. chorar felicidade. andar. correr. dançar. sair da dieta. livros. teatro. cinema. internet. moda. chocolate. séries de tv. Dr. Hollywood. fast food. Nova York. Paris. decoração. casa. bebês. crianças. academia. branco. preto. azul. cores. pessoas estilosas. pessoas inteligentes. pessoas carinhosas. dou valor a tudo que a vida me dá. aprendi a aproveitar as pequenas e maravilhosas coisas da vida. não perco tempo, mas não tenho pressa em nada. toda arrumadinha, mas adoro uma bagunça. descobri que a única coisa certa desta vida, é estar preparada para os incertos desta vida. e que, ás vezes, o incerto é muito mais gostoso. viver.

Filmes!

As Duas Faces da Lei
A Noviça Rebelde
Black Swan
Esposa de Mentirinha
Letra e Música
North and South
Quero Matar Meu Chefe
Sex and The City
Sherlock Holmes
Uma Noite Fora de Série

Séries!

2 Broke Girls
Brothers and Sisters
E.R.
Friends
Grey's Anatomy
House
Law and Order SVU
New Girl
Sex and The City
The Big Bang Theory
Two and a Half Men

Blogroll

9 To 5 Chic
Amandikas
Amici per Amici
A Produção
Atlantic Pacific
Blog da Alice Ferraz
Blog da Mariah
Blog da Thássia
Chata de Galocha
Coisas Que Me Distraem
Cupcakes and Cashmere
De Viés
Fashion Butter
Fashionite
Fashion Squad
Fashion Toast
Fashion Vibe
Futilish
Garotas Estúpidas
Glam 4 You
Hoje Vou Assim
Hoje Vou Assim Off
Karla's Closet
Kayture
Kendi Everyday
Le Blog de Betty
Lucy Laucht
Mariannan
Nada Básico
Nany's Klozet
Natalie Off Duty
O Fantástico Mundo de Nicole
On The Corner Street Style
Ouse Ser Quem Você É
Raspberry and Red
Sanduíche de Algodão
Saucy Glossie
Sim, Senhorita
Sincerely, Jules
Small Fashion Diary
Song of Style
Sonhos de Crepom
So Shopaholic
Stockholm Street Style
Style Scrapbook
The Blond Salad
The Glamourai
This Chick's Got Style
This Time Tomorrow
Tuula Vintage
Um Ano Sem Zara
Vitória Portes
Wendy's Lookbook
Who What Wear

Feliz Dia das Crianças!

terça-feira, 12 de outubro de 2010
Hoje é Dia das Crianças e o que tem de carinha fofa rolando pelo twitter, não é brincadeira! Também pensei em trocar minha foto, colocar minha versão baby. Mas a torcicolo pedia pra eu não tirar aquela caixa enorme de fotos de cima do armário. Mesmo assim, resolvi pegar a escada e desencaixotar tudinho.
Nossa, quanto tempo que eu não abria aquela caixa! Cheia de álbuns de fotografia, memórias, lembranças. Fora uma outra caixa enorme, mas esta com roupinhas de bebê usadas por mim! Own, nem me derreti né? Meu lado materno já gritou horrores!
Comecei a ver as fotos, me deu uma saudade! Não propriamente saudade de coisas específicas, mas saudades daquela época. Eu sei, todo mundo diz 'que saudade da minha infância' e eu, também. Mas essa saudade vai muito além da infância.
É mais a saudade de ver as fotos e me ver tão pequena. Aquela idade maaaravilhosa, onde a maior preocupação era 'onde eu coloquei aquela cadeira da barbie?'. Que delícia! Brincar, brincar, brincar! Mas brincar mesmo, como criança de verdade!
Um dia, estava conversando com um amigo meu e nós percebemos o quanto a nossa infância foi bacana! Aliás, foi o máximo! No nosso tempo, nossos pais diziam 'vocês não tiveram aquela nossa infância de brincar na rua com tranquilidade'. E hoje, nós vemos que, mesmo não brincando na rua como nossos pais, brincamos muito como crianças, vivemos a nossa inocência, aproveitamos o universo simples de antigamente. Quando a gente brincava, não existia computador... nada disso! E como eu agradeço por isso hoje! Pode parecer muito estúpido, eu, uma blogueira, uma pessoa extremamente ligada na internet e nesse 'mundo virtual', falar isto. Mas hoje a internet é ótima pra mim, tem um papel importante e cabível na minha vida. Não me afeta em nada: faz parte, mas é só mais uma coisa. Não me muda em nada.
Estou falando tudo isso porque, quando vejo as crianças de hoje que já nascem com uma conta no orkut, me lembro como a minha infância foi diferente. Como foi livre, inocente, linda. Brinquei no pátio de areia (quem me conhece, sabe), brinquei de pique-pega, pique-esconde, múmia, altos, queimado, pique-corrente,... e todo dia era um 'pique' novo. Tomei banho de mangueira, brinquei de barbie, de boneca. Fui médica, índia, mãe, mãe de seis filhos, cozinheira, princesa, rainha, tudo numa tarde só. Fui polícia, fui ladrão... dependia do andamento da brincadeira. Pulei corda, andei de patins (ah! o patins!), quebrei meu patinete quando ele abriu o joelho da minha prima (desculpa, prima!). Quebrei o braço, corri o dia inteiro, esquecia de comer, esquecia de tudo! Comi todas as besteiras do universo e não engordei uma grama (hoje, eu olho e já engordo uns 2 quilos!). Fiz bagunça, fiz besteira e escondi da mãe, fiz desenhos, fiz arte. Aprendi a andar e caí bastante. Aprendi a andar de bicicleta e caí bastante. Me levantei sempre.
Para mim, ser criança não é só ser pequeno, de pouca idade. É ser o ser mais livre do mundo. Livre para pensar só no que se quer. Livre para brincar a qualquer hora do dia. Livre para escolher pela primeira vez, o rosa ou o laranja. Livre para se descobrir, para cair, para levantar, quantas vezes for necessário. Ás vezes, a gente cresce e acha que 'não pode mais'. Que, como não é mais criança, 'não pode mais' cair, errar, arriscar.... Mas, será que a gente não pode mesmo? Afinal, o tempo passou, mas a criança que a gente foi um dia, continua morando dentro da gente. Pelo menos a minha, eu sei que está aqui. E essa, eu permito que continue errando e se levantando, quantas vezes ela quiser. Só assim ela vai ser aquela criança feliz, sorridente, linda e livre! Só assim, eu mantenho essa baianinha mais presente do que nunca. Aqui, guardadinha comigo! Feliz Dia das Crianças para todas nós, mulheres lindas e grandonas.... e crianças.
(Para quem nunca entendeu o nome do blog, taí! Eu, pequenininha, que nem conhecia a Bahia. Mas já a amava... com certeza!).

8 comentários:

  1. Que fofa, toda pequenininha e de baiana! rs

    ResponderExcluir
  2. Que post mais linddooooooo!!! Fiquei tão emocionada com as suas palavras, querida. Morro de saudade da minha infância. Brinquei muito, me divertir horrores, era tudo tão mais simples, né?
    Ai, ai...
    Você sempre linda, desde pequena.
    bjos

    ResponderExcluir
  3. nada melhor que ser criança mesmo... sem preocupações e muita brincadeira!
    adorei seu post!

    bjos,
    Luana

    belasperolas.blogspot.com
    @belasperolas

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post, tão bom ser criança né? :)
    Beijos, Gabi

    ResponderExcluir
  5. que coisa gostosa!!! nas minhas fotos de fantasia eu estou sempre com cara emburrada!!! :P

    Mas, mesmo assim, amo revirar as caixas de fotos!!

    ResponderExcluir
  6. Ahhh agora tá explicado o nome do blog!!! lindona amei a foto, o texto e realmente temos que ser mulheres fortes, mas com um pouquinho de criança, afinal precisamos nos divertir, tenho tanta saudade de não me preocupar com nada...
    obrigada pelo carinho sabe que mora no coração né???
    bjs
    gi salmazi

    ResponderExcluir

Leio, aprovo, publico e respondo os comentários!
obrigado pela visita!
bjooos!


2010/2011 - Todos os direitos reservados. Layout por José Luiz e codificação por Cliff Maxl